Arquitetura inteligente permite criar espaços sustentáveis

Projetos ecologicamente corretos geram economia de energia e aumento da produtividade

Janelas estrategicamente planejadas para aproveitar a luz do dia o maior tempo possível. Persianas que descem automaticamente à medida que o sol chega às amplas janelas. Ar-condicionado capaz de controlar a temperatura do ambiente por meio de sensor de calor e de presença. Esses são exemplos de um ambiente “inteligente”, criado a partir da busca pela redução de custos, pela economia de energia e conforto dos usuários, simplificando a vida das pessoas sem comprometer o futuro das próximas gerações.

O esgotamento dos recursos naturais impôs à humanidade procurar maneiras de preservar o que restou do meio ambiente sem gerar um colapso. Assim, a preocupação com o crescimento sustentável, que anteriormente se restringia às esferas econômicas e ambientais, passou a ser debatida em todas as atividades humanas, inclusive na arquitetura. A arquitetura inteligente é uma forma de construir de maneira mais sustentável, por preservar os recursos naturais e amenizar os impactos do meio ambiente.

Uma das principais aliadas da arquitetura inteligente é a tecnologia. É o que explica o arquiteto João Carlos Moreira Filho, sócio da Morence – Arquitetura e Design. “O conceito de arquitetura inteligente é trabalhado mais na questão tecnológica. É uma tecnologia mais funcional, mais direcionada para o homem, que é a automação. O projeto de automação consiste em trazer soluções tecnológicas empresariais. É um projeto pensado na solução como um todo”, explica.

Além do ambiente empresarial, a proposta de automação pode ser inserida em um espaço residencial. “Uma das partes fundamentais é o projeto de iluminação. Sensores de presença que permitem que luzes se apaguem automaticamente em ambientes vazios. Tanto em empresas quanto em residências esse projeto pode ser aplicado, gerando resultados favoráveis ao desempenho energético e ao conforto ambiental”, complementa Moreira.

Obras sustentáveis devem ser planejadas desde o local onde serão construídas até o momento de estruturar o ambiente interno. Isso é fundamental para tornar o ambiente mais tranquilo, produtivo e confortável tanto para moradores, colaboradores e tambémpara os clientes. É preciso compreender a sustentabilidade como um conceito complexo que, no caso da arquitetura, permeia desde a edificação do projeto até a ocupação, envolvendo tecnologia e planejamento.

ESTRATÉGIA

O mais novo projeto da Morence, a nova sede da Localiza em Belo Horizonte, foi estrategicamente planejado seguindo o conceito de arquitetura inteligente. Além de reforçar a marca da empresa, a proposta era transformar ambientes e proporcionar conforto aos colaboradores.
Morence/Divulgação

O novo prédio, situado no Bairro Cachoeirinha, na Região Nordeste de Belo Horizonte, tem sistema de refrigeração ultramoderno, fachada de vidro que possibilita aproveitar a iluminação natural e que resulta em economia de energia de 26%. Nas áreas comuns, foram usadas portas automatizadas e sensores de presença e iluminação. Os elevadores contam com sistema de antecipação de chamadas que gera economia de até 30% na energia utilizada em relação ao sistema tradicional.

Fonte: estadodeminas.lugarcerto.com.br/

2017-10-02T17:42:12+00:00 outubro 2nd, 2017|